Distribuidores

Inovação para conservar vacinas

INOVAÇÃO PARA CONSERVAR VACINAS

Há mais de 90 anos no mercado, a Fanem é reconhecida por sua atuação na fabricação de equipamentos médicos e laboratoriais, que se destacam pela confiabilidade e alta tecnologia. Com sede em Guarulhos (SP) e atuação internacional – que inclui uma fábrica na Índia e um escritório comercial no Oriente Médio –, a empresa mostrou mais uma vez seu pioneirismo nesse setor durante a feira Hospitalar, realizada em maio. 

Ali foi apresentado um inovador equipamento para a conservação de vacinas e sangue, que já chamou a atenção de hospitais, clínicas e outros estabelecimentos para os quais a qualidade desses materiais é essencial. 

O design moderno foi um dos aspectos que tornaram o novo equipamento diferente dos modelos já produzidos pela empresa. Além disso, na parte interna, menos visível, estava mais um importante diferencial: a presença da Embraco. 

A Fanem já era identificada como uma empresa que utiliza tecnologia avançada em seus equipamentos. Com esse novo conservador, projetado nos mínimos detalhes para a utilização com materiais sensíveis e vitais para a saúde humana, confirmou essa imagem diante dos seus clientes. 

Todo o projeto que levou ao desenvolvimento do novo modelo contou com o apoio técnico da Embraco, que agregou a ele soluções de alta tecnologia, tornando-o uma opção diferenciada nesse segmento.

O conservador é equipado com o Plug n’ Cool, uma unidade selada produzida pela Embraco, que já sai montada com compressor, evaporador, condensador e outros componentes. O compressor é do tipo Fullmotion, de velocidade variável, com uma nova versão de inversor, que é bivolt. Além disso, a unidade selada trabalha com fluido refrigerante propano (R290), que tem alta eficiência termodinâmica e baixo impacto no aquecimento global (GWP), ou seja, não agride o meio ambiente e está alinhado com as tendências globais. Até os ventiladores utilizados são eletrônicos de alta eficiência. 

“O trabalho para desenvolver esse novo conservador levou em conta as necessidades específicas de quem usa um equipamento como esse, começando pela alta confiabilidade”, explica Eleomar Hamann, da área de Suporte Técnico da Embraco. “As temperaturas precisam ser muito estáveis para não gerar problemas: por exemplo, o sangue precisa ser mantido a 4ºC”. 

Outro ponto de extrema importância é o baixo consumo de energia. Por serem destinados a produtos sensíveis (sangue) e outros de alto custo (vacinas), esses conservadores incorporam baterias para continuarem funcionando em caso de falta de energia elétrica. Tendo alta eficiência energética, o equipamento se mantém funcionando por mais tempo com a bateria quando necessário, evitando perdas que poderiam ter consequências dramáticas para a saúde e a vida das pessoas.

Para completar o amplo leque de vantagens trazidas por essa parceria entre Fanem e Embraco, devem ser lembrados ainda o baixo nível de ruído do conservador e seu reduzido impacto ambiental. 

“Tudo o que existe de melhor em termos de tecnologia foi incorporado ao equipamento. A junção de duas líderes nesse quesito certamente abrirá novas oportunidades para o uso da alta tecnologia para uma melhor qualidade de vida” assegura Hamann.

Este site utiliza cookies. Ao utilizar este site você está de acordo com os Termos de Uso e Política de Privacidade. Find out more