Técnicos Refrigeristas

Copa do mundo abre oportunidades de negócios

 

 
Jérôme Valcke, secretário-geral da FIFA: É o evento com maior audiência no mundo. Empresas e profissionais de vários setores, assim como governos e associações, trabalham juntos com muito empenho para que uma Copa do Mundo seja realizada com sucesso. Isso vem acontecendo no Brasil, para que milhões de pessoas acompanhem o evento, em todo o mundo. É fácil perceber que a Copa cria um clima de animação e de confraternização, que levará as pessoas a se reunirem e a assistirem aos jogos em grupo. Segundo as estimativas da FIFA (Federação Internacional do Futebol), a competição é acompanhada pela televisão por quase metade da população mundial (mais de três bilhões de pessoas), em pelo menos 200 países. Isso a torna o evento de maior audiência em todo o mundo. Haverá também um alto número de turistas nas 12 cidades brasileiras em que as partidas acontecerão, movimentando o comércio e os serviços em geral. Esperam-se alguns milhões de pessoas nos estádios, ao longo da Copa, mas o país todo estará ligado na TV, especialmente nos dias de jogos da seleção nacional. “Foi registrado um número recorde de interessados em ingressos para os jogos, com 10 milhões de pedidos, o que demonstra o grande atrativo do país e da Copa”, afirmou Jerome Valcke, secretário-geral da FIFA. Essa movimentação provocará maior consumo de alimentos e, especialmente, de bebidas geladas, que são parte essencial das reuniões de amigos e das comemorações que ocorrerão. Aí está uma fonte de oportunidades para quem atua no setor de refrigeração. A Copa já rendeu muitos negócios para empresas e profissionais, e continuará a abrir oportunidades para quem estiver atento. Segundo uma estimativa do SEBRAE (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas), apenas as pequenas e médias empresas deverão faturar mais de R$ 500 milhões adicionais em função da realização dessa grande competição esportiva no Brasil.
Comemorações e reuniões de amigos para assistir às partidas da Copa serão frequentes.

Entenda como a refrigeração será essencial durante o evento: Clima festivo e demanda por bebidas geladas exigem equipamentos funcionando bem.  Refrigeristas, revendas de peças e componentes, montadoras de equipamentos e fornecedores de produtos e serviços para refrigeração em geral estão se beneficiando do movimento gerado pelo evento e ainda terão diversas possibilidades de explorar novas oportunidades. Bares, restaurantes, hotéis e outros estabelecimentos similares têm de contar com equipamentos de refrigeração funcionando perfeitamente no período da Copa, para atender ao grande fluxo de clientes – que certamente consumirão bebidas geladas e outros produtos conservados em geladeiras e freezers. A quebra de um equipamento desse pode gerar muitos prejuízos, não só com a deterioração dos alimentos armazenados, mas também com a perda de clientes, que procurarão outro local para fazer suas compras, comemorar, divertir-se ou hospedar-se. Para refrigeristas, é o momento ideal para oferecer serviços de manutenção preventiva, evitando falhas que poderiam ocorrer justamente no período de maior movimento em locais onde se consomem alimentos e bebidas. O mesmo pode ser feito em relação às residências, onde muita gente reunirá os amigos para assistir aos jogos. É também o momento de fazer reparos em equipamentos que tiveram problemas e que foram simplesmente “encostados” em um canto, ficando sem uso até o seu proprietário decidir investir para repará-los. As lojas especializadas também devem estar atentas para a demanda mais alta por peças de reposição e componentes variados. Quando os refrigeristas têm mais serviços a fazer, isso significa que recorrerão às revendas com maior frequência, em busca daquilo que é necessário para manutenções e reparos. É preciso, portanto, reforçar o estoque, verificando quais produtos estão saindo mais e mantendo maior quantidade deles para atender aos clientes. Prontamente, os revendedores também devem orientar os técnicos, destacando as oportunidades de oferecerem seus serviços aos clientes.
Os estádios onde os torcedores acompanharão as partidas são apenas uma parte do grande conjunto de obras realizadas e em andamento.
Demanda em alta Nas 12 cidades-sede da Copa, estão em andamento obras para melhorar a infraestrutura urbana e também os diversos serviços que serão utilizados pelos milhares de brasileiros e estrangeiros que acompanharão os jogos. É preciso estar atento às possibilidades de fornecer serviços e produtos para essas instalações e estabelecimentos que incluem aeroportos, estações rodoviárias, hotéis e pousadas, centros comerciais, restaurantes, padarias e muitos outros. Todos eles precisam de sistemas e equipamentos de refrigeração e condicionamento do ar funcionando bem para atender às necessidades o amplo público que circulará por esses locais. Os números impressionam. Na última Copa, a África do Sul recebeu cerca de 300 mil turistas estrangeiros. Esse total deve ser ultrapassado com folga no Brasil, com a forte presença de visitantes dos países vizinhos que participarão do torneio (Argentina, Uruguai, Chile, Colômbia e Equador), somada aos torcedores da Europa, Ásia, África, Américas do Norte e Central. Além disso, uma enorme quantidade de brasileiros viajará pelo país para assistir aos jogos. Deve ser destacado, também, que as oportunidades não se limitam às cidades-sede. Muitas das 32 seleções participantes se hospedarão em outras localidades (veja quadro), exigindo estruturas para acomodar os jogadores e a ampla equipe que os acompanha: dirigentes, treinadores, médicos, fisioterapeutas, massagistas, roupeiros, cozinheiros etc. Um grupo muito grande de jornalistas e outros profissionais de imprensa também estará presente nesses locais, acompanhando os treinamentos e buscando informações que interessam aos torcedores. A presença de jogadores conhecidos também atrairá público da região em volta dessas cidades, movimentando o comércio e elevando a venda de refeições, bebidas, sorvetes – ou seja, exigindo mais utilização e maior cuidado com os equipamentos de refrigeração. Restaurantes e bares de rodovias que chegam às cidades-sede também precisarão de cuidados especiais com seus refrigeradores, pois o movimento de turistas se deslocando em carros e ônibus crescerá muito. Esses são apenas alguns exemplos do impacto positivo da Copa do Mundo no setor de refrigeração. Por onde quer que se olhe, há oportunidades para quem estiver atento. E você, está se planejando e agindo para aproveitar os benefícios trazidos por esse grande evento?

Este site utiliza cookies. Ao utilizar este site você está de acordo com os Termos de Uso e Política de Privacidade. Find out more