Distribuidores

Porta de Vidro Tipo Touch

Abertura das portas de refrigeradores comerciais com um toque já é realidade.

À primeira vista, parece não existir muita tecnologia em portas de vidro utilizadas em equipamentos de refrigeração comercial presentes em supermercados e outros estabelecimentos varejistas. Mas essa não é a realidade.

Estão ganhando espaço em países desenvolvidos as portas do tipo touch, que se abrem a um simples toque do usuário ou apenas com a sua aproximação e se fecham automaticamente.

No sistema oferecido por empresas como a alemã Schott Flat Glass, as portas de vidro duplo, que são praticamente invisíveis, se abrem automaticamente graças a um sensor integrado que é ativado devido ao movimento do consumidor em direção à porta. O sensor reage a qualquer movimento dentro de um raio de ação definido. No momento em que a mão do comprador se aproxima deste raio de ação, as portas se abrem silenciosamente para dentro do refrigerador. 

A motivação para esse desenvolvimento não é só a comodidade do consumidor. Na verdade, esse é o motivo menos importante para a sua adoção pelos supermercados, que vem ganhando força em países da Europa. Ele proporciona, por exemplo, uma experiência de compra impactante para o consumidor, o que é um diferencial cada vez mais importante para varejistas. 

O grande incentivo para a adoção do sistema é a economia que permite, aliada à sustentabilidade. 

O tema da tendência ao uso de equipamentos fechados nos supermercados já foi destacado na revista anteriormente, pela economia de energia que trazem. Conservar melhor o frio é visto hoje como uma ótima forma de reduzir o  consumo de energia.

Segundo estudos da Schott, o uso de portas de vidro duplo em gabinetes fechados economiza até 65% da energia elétrica em comparação com gabinetes abertos. “Para se ter uma ideia do impacto que o consumo de energia elétrica nos supermercados tem sobre a economia nacional, a pesquisa mais recente da Associação Brasileira de Supermercados (Abras), realizada em 2014, revelou que naquele ano o segmento de supermercados brasileiro consumiu 8,6 GWh, o equivalente a 2,5% do consumo de energia em todo o país e que representou um custo de cerca de R$ 3,5 bilhões apenas com energia elétrica”, relata Maria Cristina Cardoso, diretora de Vendas e Marketing para a América do Sul da Schott Flat Glass. A empresa apresentou seu sistema no Brasil no início de maio de 2018, durante a feira do setor supermercadista APAS Show.

No caso das portas que não exigem nem o toque do usuário para se abrir, há vantagens também do ponto de vista da higiene: como não há contato das mãos com as portas, evita-se a sujeira e a eventual contaminação por bactérias e outros elementos.

Este site utiliza cookies. Ao utilizar este site você está de acordo com os Termos de Uso e Política de Privacidade. Find out more