Informações Técnicas

Como se tornar um técnico de refrigeração?

Como se tornar um técnico em refrigeração

O mercado de trabalho brasileiro tem passado por transformações nos últimos meses. Neste contexto, as profissões técnicas vêm se destacando como alternativas que trazem estabilidade.

Uma pesquisa realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), no final de 2017, revelou que a taxa de desemprego no Brasil passou para 12,7%, o que demonstra um aumento de quase 5% se comparado com o índice do ano anterior. Como reflexo desses índices, os profissionais têm buscado novas alternativas para se restabelecerem no mercado de trabalho. Exemplo disso é o Elizeu Fernandes do Rio de Janeiro que, com 51 anos, decidiu iniciar a sua carreira como refrigerista. Atualmente sócio de uma microempresa, ele afirma que as suas motivações foram a afinidade pela área e a necessidade de complementar a renda.

Técnico de refrigeração é uma das profissões mais estáveis

Conforme um levantamento feito pelo SENAI em 2015, a ocupação de técnico refrigerista e de instalador de aparelhos de climatização são duas das que tiveram mais contratações do que demissões no ano. Atualmente, o técnico de refrigeração ainda ocupa uma das posições mais promissoras do mercado. Com uma remuneração média inicial de R$1860, o refrigerista pode realizar projetos de:

– Sistemas de refrigeração;

– Instalação corretiva e preventiva de aparelhos de refrigeração; e

– Manutenção corretiva e preventiva de aparelhos de refrigeração.

Tanto a manutenção dos refrigeradores (vinda de clientes que adiam a compra de um novo ou que mantém as revisões em dia), quanto a instalação de novos equipamentos vem crescendo e atraindo novos profissionais de refrigeração para esse mercado. Emerson Alves Batista, 36 anos, é funcionário da Acomar Reforma e Refrigeração e presta serviços para o BH Airport. Formado como técnico mecânico industrial, ele afirma que a sua primeira oportunidade na área surgiu rapidamente. “Na época, eu entrei como auxiliar de refrigeração na Active Engenharia”, afirma. Hoje, ele se sente muito seguro na área.

“Posso dizer que o mercado pra mim é bem amplo, pois me qualifiquei como técnico em refrigeração e consigo desenvolver bem a minha função. Sempre aparece serviço para mim, até mesmo nas horas vagas”, conta Emerson.

Como se tornar um técnico refrigerista? 

Para ingressar nesse mercado de refrigeração, em primeiro lugar é preciso buscar um curso técnico para se especializar na área. Essa é uma alternativa que traz um aprendizado rápido e o profissional sai preparado para executar as atividades do dia a dia e com conhecimento teórico e prático. O técnico pode então trabalhar para uma empresa, como uma loja de assistência técnica ou uma prestadora de serviços ou se tornar autônomo, tendo assim o seu negócio próprio.

Principais cursos técnicos de refrigeração e climatização no Brasil:

cursos de refrigeração no brasilComo se destacar no mercado?

Alguns diferenciais ajudarão os refrigeristas a ganhar destaque no mercado de trabalho. Estar sempre atualizado com as novidades, ter um atendimento que supere as expectativas dos clientes e se inserir no mundo digital (para obter novas informações e divulgar o seu negócio) são algumas das estratégias. É importante destacar que a atualização tem um relevante papel para manter o profissional qualificado no mercado, visto que as indústrias estão sempre inovando os seus produtos. Novos gases sendo utilizados no mercado e lançamento de novas tecnologias são exemplos dessas transformações. Para buscar essas atualizações e aprofundar o conhecimento, o técnico pode fazer cursos de especialização oferecidos por algumas das escolas citadas na tabela acima.

Além dessas especializações, ler revistas do segmento como o Clube da Refrigeração, acompanhar fóruns e ter contato com outros profissionais também são maneiras de estar por dentro das novidades. Emerson revela que essa busca por conhecimento fez diferença na carreira dele. “No início, eu tive um pouco de dificuldade porque não tinha muita oportunidade de aprender”, conta. Foi então que o técnico começou a buscar conhecimento com colegas de profissão, sites e revistas, entre outros meios de informação e aprendizagem. Quanto mais o técnico buscar estar capacitado e atualizado, mais amplo se torna o mercado para ele. São novas possibilidades que se abrem em diferentes setores como, por exemplo, refrigeração comercial. Clique aqui e conheça as tendências do mercado de refrigeração e as competências exigidas de um profissional de refrigeração do futuro.

Este site utiliza cookies. Ao utilizar este site você está de acordo com os Termos de Uso e Política de Privacidade. Find out more