Melhores Práticas

Como o refrigerista pode ajudar no combate ao desperdício de alimento

Buscar capacitação é o caminho.

O desperdício de alimentos é um tema importante no mundo todo. Só para se ter uma ideia, a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) calcula um desperdício global de comida de aproximadamente US$ 750 bilhões.

Tentar reduzir essas perdas é uma grande meta de empresas de diversos segmentos, e também de profissionais do setor, como os refrigeristas. Na Embraco, por exemplo, empresa líder mundial no mercado de compressores herméticos, a inovação e o desenvolvimento de novas tecnologias sempre estão inseridos dentro desse objetivo.

 

Um exemplo é o compressor Fullmotion, que conta a tecnologia Inverter. Com ela, o consumo de energia do refrigerador pode reduzir em até 45% em comparação aos convencionais. Além disso, a tecnologia FullMotion mantém a temperatura mais estável dentro do gabinete e garante melhor preservação de alimentos, reduzindo significativamente o risco de desperdício de comida.

Leia Como o compressor Fullmotion melhora a preservação de alimentos

Como o refrigerista pode ajudar no combate ao desperdício de alimentos

Os profissionais de refrigeração também podem e devem contribuir para a redução do desperdício de alimentos. Mas como isso é possível no dia a dia corrido de trabalhos e serviços?

A resposta, claro, não se resume a uma tarefa simples, mas o primeiro grande passo é mostrar que possui conhecimentos nas novas tecnologias ajuda na manutenção dos equipamentos. Quanto mais informações técnicas possuir, maiores as chances de êxito no conserto e reparo de aparelhos.

Uma vez consertados ou mesmo melhorados – aumentando, por exemplo, a vida útil das peças ou mesmo reduzindo o consumo de energia -, o impacto negativo dos equipamentos junto ao meio ambiente será menor, causando menos prejuízo ao planeta e, assim, reduzindo o desperdício de comida.

Como ficar antenado às novas tecnologias? O refrigerista Paulo Mansidão, de apenas 23 anos, dá a dica. Ele costuma visitar sites do segmento, ler textos e manuais sobre o assunto e assistir a palestras. “E agora, com essa geração de Youtubers, conseguimos mais informações sobre as tecnologias”, afirma o profissional do ramo de refrigeração.

Paulo Mansidão mora em São Luís (MA) e convive diariamente com trabalhos no setor. Ele destaca, ainda, que a leitura de revistas especializadas em refrigeração é fundamental para o seu conhecimento. “Faço parte do Clube da Refrigeração. Inclusive eu recebo a revista do Clube aqui no Maranhão..Aprendo muito com a Embraco”, revela o refrigerista.

Capacitação é o melhor caminho para o refrigerista

Em entrevista para o portal Clube da Refrigeração, Eduardo Macedo Ferraz e Souza, diretor da Escola Senai Oscar Rodrigues Alves de Refrigeração e Climatização (SP), destacou que profissionais com visão de futuro necessitam participar de cursos e treinamentos. 

Segundo ele, percebe-se a preocupação do setor não somente com o meio ambiente ou com a eficiência energética, mas com a sustentabilidade global de edificações, levando muitos profissionais a perceberem a necessidade de se especializar, até mesmo com pós-graduação. 

“Por isso é muito importante buscar sempre a qualificação, e estou fazendo isso”, afirma o refrigerista Paulo Mansidão.

Alguns dados dos desperdício de alimentos no mundo

Conforme você já deve ter lido aqui no Clube da Refrigeração, é preciso conservar o que se produz, eliminando perdas. 

Isso é muito importante, porque:

• A população mundial não para de crescer: são quase 8 bilhões de pessoas;

• Para alimentá-las, é indispensável reduzir as perdas e os desperdícios;

• Quase 800 milhões de pessoas passam fome e outras 2 bilhões sofrem com deficiência de nutrientes;*• Alguns tipos de frutas;

• A cada ano, cerca de 670 milhões de toneladas de alimentos são perdidas ou desperdiçadas nos países de renda alta e outras 630 milhões de toneladas nos países de renda média e baixa;*

• A refrigeração pode melhorar essa situação, pois muitos alimentos produzidos estragam por problemas de conservação.

 *FAO (Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, 2017)

 

 Para finalizar, vale a pena ler esse material sobre como a refrigeração é essencial para a segurança alimentar do planeta.

Este site utiliza cookies. Ao utilizar este site você está de acordo com os Termos de Uso e Política de Privacidade. Find out more